Category: FOTOGRAFIA


Andréa C. Scansani/DARACA • foto vera longo

Andréa Scansani (Daraca), fotógrafa de diversos filmes premiados, nutre com a diretora Sandra Alves uma relação de mais de 10 anos, antes de sua participação na equipe de L’Amar (2003). Dessa relação e de uma admiração profissional mútua, veio o convite para a direção de fotografia de Rendas no Ar, o primeiro longa inteiramente fotografado por ela.

“Rendas no Ar é um diamante, é basicamente lindo. Tem todas as nuances de uma produção poética e é pensado também muito a partir das imagens, das locações. Para mim é um deleite, um privilégio, pois a Sandra compartilha o processo criativo, eu não sou apenas uma técnica que vai desenvolver a narrativa”, considera Daraca.

Junto com a direção, com a atriz Nara Sakarê e parte da equipe da direção de arte, ela fez algumas visitas e experimentos de câmera nas locações na Ilha de Anhatomirim para começar a compor a fotografia. “A Ilha e a fortaleza já trazem muitas camadas de planos, texturas, formas, estamos buscando os ângulos que se adequam melhor, as metáforas visuais para compor os personagens com os espaços”. A fotografia vai privilegiar a luz natural, do sol, “um desejo estético e de produção”, explica. Ela terá como assistentes de fotografia Guilherme Grilo Britto e Marcos Vinícius D’Elboux, seus ex-alunos.

Daraca é formada em cinema pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, tem especialização em fotografia cinematográfica pela Academia de Drama e Cinema de Budapeste, Hungria, e é mestre pelo Instituto de Artes da Unicamp. É também professora de fotografia, com experiências na Universidade Federal de Santa Catarina e na FAAP-SP, e há 11 anos ministra o curso de assistência e operação de câmera cinematográfica, além de outros cursos de curta duração e de extensão universitária.

Como diretora de fotografia, participou de filmes como o longa Os Residentes de Thiago Mata Machado (fotografado junto com Aloísio Raulino, prêmio de melhor fotografia do Festival de Brasília 2011), Cabo Polonio de Gabriel Varalla (Prêmio Araucária de Melhor Fotografia e Melhor Documentário no II Cine FestVídeo de Curitiba), Urucuia e Manuelzão de Angélica del Nery (Prêmio TV Cultura no Festival de Documentários É Tudo Verdade), A Grade de Philippe Barcinski (Prêmio de Contribuição Técnica no III Festival de Cinema Universitário da UFF/RJ, 1998), Da Dor e Do Mar (direção própria e Prêmio de Contribuição Artística no III Festival de Cinema Universitário da UFF/RJ, 1998), entre outros.

poema-presente de Negra Anastácia para Vagaluzes Filmes foto e arte Sandra Alves

 

“ABRA CORAJOSAMENTE AS PORTAS DE SEU CORAÇÃO PARA QUE A TRISTEZA, A MÁGOA E A CULPA POSSAM GANHAR LIBERDADE. SE AS PORTAS ESTIVEREM EMPERRADAS, TRABALHE MUITO, COMPRE BASTANTE MUNIÇÃO E EXPLODA ESTE PORTAL QUE DE NADA TE SERVE. QUEIRA MUITO A ALEGRIA. ELA ESTÁ EM TODOS OS LUGARES ABERTOS A ESSA EXPERIÊNCIA”.  SEU 7 KAMINHOS DE ARUANDA.

"COSTÃO", POR SANDRA ALVES, PRAIA DO SANTINHO, 2004.

"COSTÃO", POR SANDRA ALVES, PRAIA DO SANTINHO, 2004.

 

 


 

“AS ÚNICAS PALAVRAS DIGNAS DE EXISTIR SÃO AQUELAS MELHORES QUE O SILÊNCIO”, JUAN CARLOS ONETTI, MESTRE DE EDUARDO GALEANO.

 

"CANOA POÉTICA", POR SANDRA ALVES, PRAIA DO SANTINHO, 2001

"CANOA", POR SANDRA ALVES, PRAIA DO SANTINHO, 2001